Entretenimento

Entretenimento

Esportes

Esportes

Notícias

Notícias

Tecnologia

Tecnologia

Vídeos

Vídeos

Página ínicial » Notícias

Mesmo sem Enem no 1º semestre, governo fará nova rodada do SiSU

Postado por em sexta-feira, 12 março 2010Nenhum Comentário

Seleção usará notas do Enem 2009 para preencher vagas do 2º semestre.
Processo deve ocorrer em maio, informou ao G1 a assessoria do MEC.

Érica Polo, Fernanda Calgaro, Luciana Rossetto e Nathália Duarte
Do G1, em São Paulo

Candidatos durante a prova do Enem em dezembro passado (Foto: Daigo Oliva/G1)

O Ministério da Educação (MEC) vai aplicar ainda neste semestre uma nova rodada do Sistema de Seleção Unificada (SiSU) para preencher as vagas com ingresso no segundo semestre. A data ainda não foi definida, mas deve ocorrer em maio, confirmou ao G1 a assessoria de imprensa da pasta nesta quinta-feira (11).

Diante do anúncio de que não será aplicado um novo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em abril, como o MEC havia cogitado, as notas usadas pelos candidatos no sistema serão as da prova realizada em dezembro de 2009.

O diretor do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefet), no Rio de Janeiro, Miguel Badenes Prades Filho, disse nesta quinta que a decisão de aplicar a nova rodada, tomada na última sexta-feira (5) em uma reunião entre o MEC e as instituições que aderiram ao sistema, foi consenso. “Não aplicaremos o vestibular do meio de ano porque o MEC vai promover novas rodadas do SiSU”, informou. Entre os cursos com vagas no segundo semestre na instituição, estão os de engenharia.

Após a decisão do MEC de não realizar Enem neste semestre, o G1 procurou as 51 instituições de ensino superior que participaram do sistema de seleção, mas não conseguiu contato com 10. Das 17 que terão abertura de vagas para o segundo semestre, nem todas decidiram o formato do seu processo seletivo: se vão usar o SiSU, apenas a nota do Enem ou uma avaliação própria. Ao menos outras seis não souberam informar se terão ingresso no segundo semestre.

A definição do modelo a ser adotado está condicionada à análise do resultado após o fim desta primeira edição (o prazo de matrícula termina nesta sexta). Uma nova reunião entre o ministério e as universidades para fazer um balanço do processo está programada para a próxima quarta-feira (17).

No caso do Instituto Federal de Alagoas, por exemplo, o sistema não impressionou. A remarcação do Enem para dezembro após fraude e o consequente atraso no calendário do SiSU prejudicaram o início das aulas, segundo a instituição, que preencheu parte das suas vagas pelo SiSU.

Vagas ociosas

Outro ponto de preocupação entre as universidades é a sobra de vagas após o sistema. Do total de 47.913 vagas disponibilizadas no SiSU para ingresso nesse primeiro semestre, 29.240 (61%) não haviam sido preenchidas e passaram para a segunda etapa. A situação se repetiu após essa fase: 21.701 estavam sobrando. A terceira etapa termina nesta sexta, com a matrícula dos candidatos classificados.

O MEC deve divulgar na segunda-feira um balanço de vagas remanescentes. Para evitar que fiquem postos ociosos, durante o processo, foi criada pelo ministério uma lista de espera, que será coordenada pelas próprias instituições.






Publicidade

Deixe o seu comentário

Adicione seu comentário abaixo, ou trackback do seu próprio site. Você pode também se inscrever a este comentário via RSS.

Dicas; Seja simpático. Mantenha o post limpo. Permaneça no tópico dos comentários. E nada de spam heim!




Você pode usar essas tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

O gravatar está ativado você pode usar o seu, se você não tem um Faça o seu gravatar aqui.