Entretenimento

Entretenimento

Esportes

Esportes

Notícias

Notícias

Tecnologia

Tecnologia

Vídeos

Vídeos

Página ínicial » Celulares, Torpedos

Invasores usam página de torpedos de celular para aplicar golpes

Postado por em sexta-feira, 22 Maio 2009Nenhum Comentário

Invasão foi registrada nesta semana, no site da operadora Oi.
Confira outras notícias de segurança que marcaram a semana.

Altieres Rohr*
Especial para o G1
22/05/09 – 08h27 – Atualizado em 22/05/09 – 08h33

Mesmo em sites confiáveis é preciso ter cuidado, como prova uma invasão ao site da Oi descoberta nesta semana. Criminosos inseriram um código que exibia um pedido de confirmação para executar um applet Java em nome da operadora. Se aceito pelo usuário, um vírus era instalado no computador da vítima.

Alguma vez você ouviu o conselho para “visitar somente sites confiáveis”? Certamente não nesta coluna, que entende que qualquer site – mesmo sites legítimos e “confiáveis” – podem ser comprometidos por criminosos e aproveitados para disseminar um vírus.

Foi o que aconteceu com uma página da operadora de telefonia Oi nesta semana. O serviço de torpedos web da operadora teve sua página alterada para que um código malicioso tentasse carregar um programa em Java. Se autorizado, o código Java instalava um ladrão de senhas bancárias no computador. Itaú, Bradesco, Nossa Caixa e Santander eram os alvos da praga.

Em nota, a Oi confirmou que o website da Oi FM foi alterado por um hacker e afirmou ter corrigido o problema assim que tomou conhecimento do mesmo.

Não se sabe quando exatamente o vírus foi injetado na página da Oi. A invasão foi descoberta pelo grupo de análise de incidentes de segurança, o ARIS, da Linha Defensiva na segunda-feira (18). O ARIS imediatamente notificou a operadora, que retirou o código do ar em poucas horas.

A alteração maliciosa realizada na página fazia com que uma solicitação de autorização do Java fosse exibida na tela. Se o usuário clicasse em “Run”, como instruído na própria janela, o código seria executado e o vírus instalado no computador. Outro site da operadora, o Oi FM, também foi envolvido no ataque.

020834594-fmm00

Site solicitava autorização para executar código malicioso em nome da Oi. (Foto: Reprodução)

Sites legítimos são frequentemente alvo de ataques como esse, que buscam se aproveitar da confiança dos internautas na reputação da página. Em outros casos, mais graves, o código malicioso inserido é capaz de instalar o vírus no sistema sem qualquer interação do usuário, explorando falhas de segurança.

A dica é usar sempre um navegador web atualizado, para não ficar vulnerável a vulnerabilidades conhecidas e corrigidas. A atualização dos plug-ins (como QuickTime, Flash, Adobe Reader, o próprio Java e outros) é igualmente importante, porque, em muitos casos, uma página pode “chamar” um desses plug-ins automaticamente e explorar suas vulnerabilidades.

Mantendo os programas atualizados, basta não cair em golpes como o que apareceu no site da Oi – que pedem confirmação – e você estará protegido da grande maioria desses ataques, sejam eles em sites legítimos ou “suspeitos”.

* Altieres Rohr é especialista em segurança de computadores.  Ele criou e edita o Linha Defensiva, site e fórum de segurança que oferece um serviço gratuito de remoção de pragas digitais, entre outras atividades.






Publicidade

Deixe o seu comentário

Adicione seu comentário abaixo, ou trackback do seu próprio site. Você pode também se inscrever a este comentário via RSS.

Dicas; Seja simpático. Mantenha o post limpo. Permaneça no tópico dos comentários. E nada de spam heim!




Você pode usar essas tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

O gravatar está ativado você pode usar o seu, se você não tem um Faça o seu gravatar aqui.