Entretenimento

Entretenimento

Esportes

Esportes

Notícias

Notícias

Tecnologia

Tecnologia

Vídeos

Vídeos

Página ínicial » Celulares

Consumidores dos EUA ignoram serviços bancários por celular

Postado por em segunda-feira, 13 Abril 2009Nenhum Comentário

Preocupação com segurança e privacidade são principais motivos.
Apenas 9% dos entrevistados usam os serviços, diz pesquisa.

Da Reuters
08/04/09 – 16h14 – Atualizado em 08/04/09 – 16h18

020369339-fmmp00

Taxa adicional para serviços bancários no celular também pode intimidar usuários (Foto: Renato Bueno/G1)

Bancos e companhias de celular têm um longo caminho a percorrer para persuadir os consumidores norte-americanos a utilizar seus aparelhos para serviços bancários. Muitos se preocupam com segurança e encargos extras, enquanto outros desconhecem o canal.

Em um levantamento com cerca de 500 consumidores dos Estados Unidos, a KPMG afirmou que somente 9% já tentou fazer movimentações bancárias via celular. Em comparação, quase 76% “utiliza de forma persistente” serviços bancários on-line em computadores.

Até 95% dos entrevistados afirmaram que se sentiam tão incomodados em conduzir transações financeiras por meio do celular que nunca tentaram usar o recurso para fazer uma compra em um site de varejo.

Segurança e privacidade

Quase 48% das pessoas citaram segurança e preocupações com privacidade como a principal razão para não efetuarem movimentações bancárias dessa forma, segundo a KPMG.

Embora muitos tenham dito que o uso de celular para serviços bancários é importante, eles não acreditam que seja tão essencial a ponto de pagarem uma taxa adicional pelo serviço.

Aproximadamente 19% dos entrevistados responderam que “de algum modo estão propensos” a utilizar um aparelho móvel para transações on-line nos próximos 12 meses. Todavia, apenas 7% dos entrevistados disseram estarem dispostos a pagar uma taxa pela facilidade, segundo a pesquisa.

“O fato de a maioria dos consumidores norte-americanos não estarem cientes de que seus atuais bancos oferecem serviços bancários por celular é claramente mais uma questão de percepção do que realidade”, disse Carl Carande, da KPMG.






Publicidade

Deixe o seu comentário

Adicione seu comentário abaixo, ou trackback do seu próprio site. Você pode também se inscrever a este comentário via RSS.

Dicas; Seja simpático. Mantenha o post limpo. Permaneça no tópico dos comentários. E nada de spam heim!




Você pode usar essas tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

O gravatar está ativado você pode usar o seu, se você não tem um Faça o seu gravatar aqui.