Entretenimento

Entretenimento

Esportes

Esportes

Notícias

Notícias

Tecnologia

Tecnologia

Vídeos

Vídeos

Página ínicial » Auto, Carros

Diretor da Toyota admite que megarecall pode não ser suficiente

Postado por em quarta-feira, 24 fevereiro 2010Nenhum Comentário

James Lentz, diretor de operações nos EUA, falou nesta terça.
Democrata Bart Stupak acusou Toyota de ter ‘enganado os americanos’.

Do G1, com agências internacionais

James Lentz depõe no comitê da Câmara dos Estados Unidos (Foto: Alex Brandon / AP)

James Lentz depõe no comitê da Câmara dos Estados Unidos

O diretor de operações da Toyota nos Estados Unidos, James Lentz, reconheceu em depoimento ao Congresso americano que o megarecall recente pode não ser suficiente para resolver “completamente” o problema de aceleração súbita em carros da marca. A informação é da agência de notícias Associated Press. “Estamos atentos e vamos continuar a investigar”, disse Lentz, segundo a AP.

Aos deputados, em outro momento, Lentz reafirmou a posição oficial da companhia. De acordo com o executivo, o defeito é provocado por uma falha no pedal do acelerador e pela colocação errônea dos tapetes.

As audiências no Congresso americano começaram nesta terça-feira (23), com uma primeira sessão do Comitê de Energia e Comércio da Câmara de Representantes.

Ao abrir a sessão, o democrata Bart Stupak, de Michigan, que coordena as investigações do comitê, expressou suas dúvidas em relação à confiabilidade dos sistemas eletrônicos dos automóveis Toyota, que poderiam ter causado os problemas de aceleração súbita constatados.

O congressista também acusou a Toyota de ter “enganado os consumidores americanos” em suas declarações sobre os problemas de aceleração súbita, e de ter se baseado em informações incorretas para descartar a possibilidade de defeitos nos sistemas eletrônicos dos carros como possível causa do problema no pedal de aceleração.

Na defensiva

Recall da Toyota coloca em xeque a confiança na qualidade dos veículos (Foto: Heinz-Peter Bader/Reuters)

Recall da Toyota coloca em xeque a confiança na qualidade dos veículos

Em artigo de opinião publicado no “Wall Street Journal”, o presidente da montadora japonesa, Akio Toyoda, admtitiu que Toyota “deve fazer muito melhor em termos de segurança com seus carros”. Toyoda vai depor na quarta-feira (24) aos deputados americanos.

A maior montadora do mundo foi obrigada a convocar recalls nos últimos meses de 8,7 milhões de veículos no mundo por problemas nos freios e no pedal do acelerador.

Um júri federal norte-americano enviou na segunda-feira (22) uma solicitação à montadora Toyota exigindo documentos sobre os defeitos técnicos que provocaram o recall de milhões de veículos no mundo. O anúncio partiu da própria montadora japonesa. A solicitação contempla “os documentos relativos ao sistema de freio e os problemas de funcionamento dos aceleradores”, indicou a Toyota.

Também na segunda-feira, a Toyota anunciou também ter recebido um pedido parecido da Securities and Exchange Commission (SEC), o regulador da bolsa norte-americana, equivalente à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) brasileira. A SEC vai avaliar se os investidores foram lesados ou enganados de alguma maneira.






Publicidade

Deixe o seu comentário

Adicione seu comentário abaixo, ou trackback do seu próprio site. Você pode também se inscrever a este comentário via RSS.

Dicas; Seja simpático. Mantenha o post limpo. Permaneça no tópico dos comentários. E nada de spam heim!




Você pode usar essas tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

O gravatar está ativado você pode usar o seu, se você não tem um Faça o seu gravatar aqui.